Esporte & Cia

Friday, Aug 17th

Last update:11:14:05 PM GMT

You are here:

Fórmula Truck terá novos restritores em Londrina

E-mail Imprimir PDF

Sempre em busca de aumentar a competitividade entre os caminhões na pista, a partir desta quinta etapa da Fórmula Truck, a ser disputada dia 3 de julho no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, terá novos restritores de potência. Até a corrida de Goiânia, somente os três primeiros colocados utilizavam o aparato mecânico que reduz a potência dos motores. Agora, em busca de mais brigas pelas posições, a categoria terá o líder do Campeonato Brasileiro, Diogo Pachenki, com o restritor de 70 milímetros, o segundo colocado Felipe Giaffone com o de 72mm, Paulo Salustiano, que ocupa o terceiro posto, com o de 74mm, David Muffato, o quarto, com o de 76 e Alex Fabiano, quinto na tabela, usará o de 78 milímetros.

Quase todos os outros caminhões do grid usarão o restritor de 80 mm, menos os três da marca Iveco, que em vez de redução, terão aumento da abertura da entrada de ar para 85 milímetros. O caso dos brutos de Beto Monteiro, Roberval Andrade e Luiz Lopes foi definido após a constatação da dificuldade enfrentada pelo motor da marca, que não conseguia acompanhar os outros concorrentes pela pequena entrada de ar.

A decisão pela modificação no regulamento técnico foi tomada em conjunto pelas equipes, pilotos e organização da Fórmula Truck na corrida de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Existe a necessidade de a decisão ser publicada no site da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e a validade acontece oficialmente depois de 30 dias. Por esse motivo não foi colocada em prática já na prova de Goiânia.

Com essa definição, de agora até a penúltima corrida, marcada para dia 6 de novembro em local a ser decidido, o líder na classificação geral que usar o restritor de 70mm vai perder cerca de 140 cavalos de potência, o segundo colocado (72mm) deixa de usar 120 HP, o terceiro (74mm) cerca de 100 cavalos, o quarto (76mm), em torno de 50 e o quinto colocado aproximadamente 30 HP. Enquanto isso, os três Iveco ganham 50 cavalos. Caso os pilotos dos Iveco se posicionem entre os cinco, usarão normalmente os restritores previstos pelo regulamento. Todos os outros caminhões do grid mantêm a potência dos motores. A exemplo do ano passado, na decisão do título, dia 4 de dezembro em Curvelo, Minas Gerais, todos os pilotos posicionados entre os cinco primeiros deixam de usar os restritores.

CALENDÁRIO DE 2016

13 de março - Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril - Curitiba (PR)
15 de maio - Campo Grande (MS)
5 de junho - Goiânia (GO)
3 de julho - Londrina (PR)
31 de julho - Interlagos (SP)
4 de setembro - Guaporé (RS)
9 de outubro - Cascavel (PR)
6 de novembro - a definir
4 de dezembro - Curvelo (MG)