Esporte & Cia

Tuesday, Jan 16th

Last update:11:44:42 PM GMT

You are here:

Felipe Massa fala sobre seu retorno à equipe Williams

E-mail Imprimir PDF

Depois de anunciar que abandonaria a fórmula 1 no final do ano passado, Felipe Massa resolveu voltar. Teria sido uma decisão precipitada do piloto brasileiro? É isso que vamos saber nesse bate papo...
 
Você disse no final da temporada passada que achou que era o momento certo para se aposentar da Fórmula 1, o que mudou?
Massa: Minha intenção sempre foi correr em algum lugar, já que ainda tenho a paixão por competir. Eu também tenho um forte amor pela equipe Williams e, portanto, estou voltando para ajudar a dar estabilidade e experiência para impulsionar as coisas em 2017. Isso foi algo que me senti no direito de fazer.
 
Você poderia ter olhado outras oportunidades para ficar na Fórmula 1...
Massa: Eu tenho uma paixão por corridas, por competir e por lutar na pista. Meu retorno não é sobre ver a Fórmula 1 como a melhor opção, mas é sobre ver o papel na Williams como a melhor opção. Eu não teria voltado para qualquer outra equipe.
 
Você deixou o esporte em alta no final da temporada passada. Existe o perigo de que você não vai ter a mesma receptividade agora?
Massa: As cenas que vi no Brasil e em Abu Dhabi no ano passado são aquelas que nunca esquecerei. Estou muito grato por tudo o que aconteceu no ano passado e todas as mensagens gentis. Aconteça o que acontecer nesta temporada, vou sempre deixar o esporte com a cabeça erguida.
 
Você ainda tem o desejo de correr na Fórmula 1?
Massa: Quando me juntei à Williams em 2014, encontrei uma equipe - e uma família - de quem eu amei fazer parte. Eu certamente não perdi o desejo de correr e lutar na pista. O que quer que eu tivesse decidido a fazer este ano, eu estaria pondo o esforço 100% em fazer o melhor trabalho e se eu não tivesse essa paixão, eu não concordaria em retornar.
 
Você tem sido ligado a uma série de categorias diferentes. Até que ponto você já tinha acertado alguma coisa?
Massa: Desde que anunciei minha aposentadoria no ano passado, eu estava avaliando minhas opções e havia algumas oportunidades as quais eu poderia ter fechado, mas decidi isso e, portanto, este é agora o meu foco.
 
Qual é a sensação de estar substituindo seu antigo companheiro Valtteri?
Massa: Ir para a atual campeã mundial é uma grande oportunidade para Valtteri. Ele é um piloto talentoso e foi ótimo trabalhar ao lado dele por três anos. Desejo o melhor para o próximo capítulo de sua carreira.
 
Podemos assumir que o dinheiro foi um fator na sua decisão de voltar para a Fórmula 1?
Massa: Não vou discutir números nem detalhes sobre as negociações. Tudo o que vou dizer é que esta foi a decisão certa e estou feliz em continuar como parte da equipe.
 
O que ajudou a tomar a decisão e quais os fatores que você tomou em consideração?
Massa: Acho que o que aconteceu no final da temporada passada com a aposentadoria inesperada de Nico provocou uma virada única de eventos. Ao Valtteri foi oferecida uma oportunidade fantástica e, como resultado, uma oportunidade surgiu para mim. Quando a mídia começou a relatar que eu poderia voltar, fiquei tocado pela resposta de tantos fãs que queriam me ver de volta no esporte. Isso foi certamente um fator na decisão, então eu gostaria de agradecer aos fãs por seu apoio. Mas, no final do dia, quando recebi a chamada foi uma oferta que eu não poderia recusar. Era a Williams!
 
Você pode confirmar que este é um contrato de um ano?
Massa: Neste momento, este é um acordo para 2017 apenas e eu não pensei além.
 
Quais são seus pensamentos sobre o seu novo companheiro Lance Stroll?
Massa: Estou ansioso para trabalhar com Lance. Ele provou nos campeonatos em que competiu até agora que merece essa oportunidade, e é ótimo ver a Fórmula 1 recebendo novos talentos. Lance pode ser jovem, mas a Williams tem uma história de trazer novos pilotos para o esporte. Ele sabe que há uma curva de aprendizado íngreme à frente, mas o desporto motorizado é um esporte de equipe e eu espero apoiá-lo da maneira que puder.
 
Quais são seus pensamentos e esperanças para 2017?

Massa: Vai ser um ano emocionante com todas as mudanças na regulamentação e vou passar muito tempo com a equipe que está se preparando para a temporada. É muito cedo para fazer previsões, já que nem mesmo giramos uma roda. Mas posso dizer que estou muito ansioso para conduzir o FW40 quando o teste começar no próximo mês.
 
A Williams está comemorando 40 anos na Fórmula 1 este ano, você está ansioso para ser parte disso?
Massa: Sim, muito. A Williams tem uma história tão grande no esporte e alcançar este marco é uma conquista fantástica. Eu sei que a equipe tem mais planos para comemorar este ano e estou ansioso para fazer parte deles.


Entrevista: Williams F1
Tradução: Cesar Leite / ESPORTE &CIA - Brasil