Esporte & Cia

Tuesday, Jan 16th

Last update:11:44:42 PM GMT

You are here:

Sertões: Varela e Gugelmin mantém a vice-liderança

E-mail Imprimir PDF

O Rally dos Sertões passou da metade de seu percurso na quarta-feira (23/8), ao completar 1.784 km desde domingo quando foi dada a largada em Goiânia (GO). Na chegada à Barra do Garças, em Mato Grosso, já começam a surgir os favoritos para comemorar a vitória da edição histórica de 25 anos, que terminará no sábado (26/8), em Bonito, já no Mato Grosso do Sul. Por enquanto a briga está entre Cristian Baumgart/Beco Andreotti (X Rally Team) e Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, que estão separados por apenas 16 minutos. Em terceiro aparece a dupla espanhola/argentina Alvarez Fernando/Juan Monasterolo, que tem 1h10 de atraso.

“Metade do Rally já foi. Já passamos pela Maratona, alguns competidores importantes já deixaram a briga pela vitória por adotar a estratégia errada, e nós seguimos bem, em segundo. Agora vamos tentar tirar a diferença”, aponta o experiente piloto Reinaldo Varela, que além de bicampeão mundial de Rally Cross Country (2000 e 2013), já venceu sete vezes o Rally dos Sertões por categoria (98, 99, 2000, 2007, 2008, 2012 e 2015) e duas vezes (2000 e 2015) na classificação geral.

A quinta etapa do Rally dos Sertões vai percorrer nesta quinta-feira (24/8) mais 666 km até chegar em Coxim, já no Mato Grosso do Sul. E os concorrentes vão encontrar o desafio do maior trecho cronometrado do ano, com 438,86 km, enfrentando estradas de piçarra bem sinuosas, passando por regiões de reflorestamento, algumas serras, trechos de trial bem travados, com muitas pedras e no final encontrando a Especial terá muitas curvas e trechos de média e alta velocidade.

“Na verdade, amanhã (quinta-feira) é que o Rally começa pra valer. É agora que temos que apertar o ritmo. Temos 16 minutos atrás do líder, mas teremos uma Especial difícil de mais de 400 km em que podemos recuperar. Devemos seguir o nosso passo e começar a forçar e ver como o carro vai se comportar”, planeja o navegador catarinense Gustavo Gugelmin.

“Ainda tem muito chão pela frente, agora vem a parte importante do Rally. Não tem mais longas retas, são trechos difíceis, com muita navegação e pilotagem”, completou Varela, patriarca da ‘Família da Poeira’, que se disse feliz com os seus filhos também indo bem na prova. O caçula Bruno Varela (Can-Am/Blindarte), de apenas 20 anos, está na vice-liderança na categoria UTV.

A equipe Divino Fogão Rally Team compete no Rally dos Sertões com uma picape protótipo Ranger e três UTVs Can-Am Maverick X3, contando com organograma formado por 60 pessoas e estrutura composta por dois caminhões, um motor-home, dois trailers para 10 pessoas cada um, três camionetes, dois carros e duas motos de apoio.

Confira os dez primeiros (extra-oficial) da categoria Carros no quarto dia do Rally dos Sertões 2017:

1º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, Mini, 1h41min38s59;
2º) Sylvio de Barros/Rafael Capoani, Mini, 1h43min37s29;
3º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti, Protótipo Ranger, 1h53min52s25;
4º) Luiz Carlos Nacif/Filipe de Oliveira, T-Rex, 1h54min16s57;
5º) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Protótipo Ranger, 1h55min17s74;
6º) Wagner Roncon/Joselito Junior, L200 Triton Sport RS, 1h57min47s78;
7º) Luis Carlos Nacif/Filipe de Oliveira, T-Rex, 2h00min37s07;
8º) Gunter Hinkelmann/Vinicius Castro, L200 Triton RS, 2h02min43s13;
9º) Cleber Rosa/João Ribeiro, L200 Triton X16, 2h03min18s40;
10º) Glauber Fontoura/Minae Miyauti, L200 Triton RS, 2h03min22s68.

A classificação (extra-oficial) da categoria Carros após quatro dias do Rally dos Sertões 2017 está assim:

1º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti, Protótipo Ranger, 12h38min07s05;
2º) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Protótipo Ranger, a 16min02s;
3º) Alvarez Fernando/Juan Monasterolo, Protótipo Amarok, a 1h09min57s;
4º) Michel Terpins/Maykel Justo, T-Rex, a 1h14min40s;
5º) Glauber Fontoura/Minae Miyauti, L200 Triton RS, a 1h30min29s;
6º) Cleber Rosa/João Ribeiro, L200 Triton X16, a 2h35min45s;
7º) Vilson Thomas/Rafael da Luz, a 2h43min43s;
8º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, Mini, a 3h07min01s;
9º) Nadimir Oliveira/Ricardo da Silva, TR4ER, a 3h12min18s;
10º) Leandro Fracassi/Eduardo Costa, L200 ER, a 3h15min02s.

Confira a programação e roteiro do Rally dos Sertões 2017:
24/08 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)
Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km
 
25/08 - 6ª Etapa

Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km
A sexta especial do Rally dos Sertões será bem travada e dura no início. Trechos de piçarra com muitas pedras e lombas serão predominantes. Na segunda parte da especial, após  a descida da serra,  segue por estradas mais planas, com visual inesquecível.  A prova continua rápida até o final desta especial.
 
26/08 - 7ª Etapa

Aquidauana (MS) a Bonito (MS)
Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km
Para fechar a edição dos 25 anos com chave de ouro, esta especial será inesquecível, que irá exigir muito das máquinas e dos pilotos. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada.
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 km