Esporte & Cia

Monday, Jan 21st

Last update:11:04:38 PM GMT

You are here:

Em Peruíbe, Theo Fresia é o novo campeão brasileiro pro júnior

E-mail Imprimir PDF

Numa disputa muito acirrada, de altíssimo nível técnico, representando muito bem o que é o surf brasileiro hoje, sobretudo a nova geração, Theo Fresia, de Búzios/RJ, garantiu o título brasileiro pro júnior sub20, no TNT Energy Drink apresenta Pulse Pro Júnior 18, neste domingo (9). O cenário foi o mesmo de 2016,

quando o atleta já havia se destacado, em terceiro lugar, a preservada Praia do Guaraú, em Peruíbe, ao lado da Reserva Ecológica Juréia-Itatins, para muitos um paraíso.

 

Theo faturou o título homologado pela Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), superando três paulistas na finalíssima, com Pedro Dib em segundo, Kauê Germano, em terceiro, ambos de São Sebastião, e Giovani Pontes, de Guarujá, em quarto, que competiu com a perna esquerda machucada e chegou a correr o risco de ficar de fora da decisão, ao sair com muita dor e carregado após uma grande performance na semifinal.

O evento também contou com uma disputa feminina, sem valer título nacional, com vitória da carioca radicada em São Sebastião, Júlia Duarte, que duas semanas atrás ficou com o vice brasileiro pró-júnior. Ainda entre os resultados, o melhor atleta local foi Léo Guimarães, parando na semifinal, em quinto lugar. Destaque, também, para o pequeno Murillo Coura, de apenas 11 anos, que encarou os mais velhos para ganhar experiência e comemorou ter avançando uma fase.

Na competição, foram surfistas de sete estados, com R$ 15 mil de premiação, sendo R$ 4 mil ao campeão, além de kits da Pulse e da TNT. Com praia cheia e sol, as ondas estavam difíceis, com até 1,5 metro e a arrebentação bem distante, obrigando um esforço a mais dos atletas. Fora do mar, o TNT Energy Drink apresenta Pulse Pro Júnior 18 contou com atrativos, como um torneio de frescobol, no sábado, o futmesa, para entreter público e competidores durante os intervalos de disputas, e área vip para os surfistas descansarem e acompanharem as disputas.

Na final, Theo garantiu uma grande performance, abrindo a bateria com uma nota 7,77 e depois ampliando a vantagem com uma onda com duas manobras fortes, para tirar 8,93, a maior do evento, igualando a avaliação de Alax Soares, de Guarujá, no sábado. Ele somou 16,70, menos de um ponto à frente de Pedro Dib, com 15,80, que também teve uma grande performance, sobretudo do meio da bateria em diante, abrindo com 7,90 e depois repetindo a mesma nota.

“Esse título é recompensa do trabalho duro. Ninguém ganha por acaso”, vibrou o atleta de 20 anos. “Uma honra ter feito final nos dois anos. Mudou muita gente, entraram muitos talentos e uma nova geração chegando forte. Agora cheguei ao ápice do pro júnior aqui no Brasil com esse título. Só tenho de agradecer”, falou.

Ele também fez um comparativo do mar com o seu local de treinamento, a Praia de Geribá. “A troca de borda e a leitura são as mesmas. Tem de tentar prever o que vai ter de fazer e já tinha experiência e foi só encaixar e tomar as melhores decisões”, explicou.

Com o título, Theo espera agora um novo impulso na carreira, sobretudo no Circuito Mundial QS e já planeja novas metas. “Estou correndo atrás há mais de dez anos e o próximo passo é tentar ficar entre os 100 melhores do Mundo, para chegar às etapas prime. Vamos trabalhar duro, fazer as coisas certas, viver bem, respeitar o próximo”, afirmou Théo, que levou um banho de TNT Energy Drink dos companheiros de pódio.

Júlia Duarte também comemorou muito a vitória. Na final, ela também superou três paulistas, duas delas mais experientes. Abriu com um 5,67 e depois garantiu a liderança com um 6,47. Melissa Policarpo, de Guarujá, mesmo com a maior nota da disputa, 7,33, caiu para segundo, depois foi superada pela também guarujaense Louisie Frumento, no último minuto. A novata Kemily Sampaio, de Praia Grande, terminou na quarta posição e comemorou muito a final profissional e depois de sair do mar fez questão de carregar a campeã nos ombros.

“Eu tinha de ganhar. Queria muito vencer, porque cheguei muito perto do título brasileiro em Ubatuba e então alei: esse é meu!”, festejou Júlia, de 16 anos, que no próximo final de semana tem mais um importante compromisso, a decisão dos títulos do CBSurf Júnior Tour, na Bahia, defendendo da liderança da sub18. “Estou mais animada agora e vou ganhar sub18 e a sub16”, reforçou. “Gostei muito do mar aqui, do jeito que eu gosto, com onda grande, com volume e parede”, complementou.

O organizador do evento, Thiago Polegar, fez uma avaliação positiva da segunda edição do Brasileiro Pro Júnior na Praia do Guaraú. “Foi sucesso total! A previsão das ondas deu certo, o público compareceu, tivemos atletas de sete estados e grandes disputas. Deu tudo certo e espero fazer de novo ano que vem e que seja maior e melhor”, comentou o responsável pela organização ao lado da surfista Larissa Florêncio.

“Ficamos felizes em ver que atletas que foram destaque na edição inicial em 2016, hoje são realidades mundiais, com o Mateus Herdy, que hoje também conquistou o título mundial pro júnior, o Samuel Pupo, terceiro colocado na mesma disputa, e o Wesley Dantas, rookie da Tríplice Coroa Havaiana. Com certeza, atletas que se não tivessem compromissos no exterior, estariam aqui competindo. Isso nos motiva a seguir adiante, ajudar a fortalecer a base brasileira para que a gente possa ver outros grandes nomes estourando num futuro bem próximo”, disse Larissa.

O prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício, que acompanhou as disputas nos dois dias, junto com o presidente da Câmara Municipal, o vereador e surfista Rodrigo Silva, também gostou do que viu, ressaltando que o nome da Cidade foi projetado em todo o Brasil, através de um evento esportivo, com jovens. Ele também lembrou que a cidade revela vários nomes no surf, citando Wesley Santos, que este ano garantiu o título sul-americano profissional da WSL.

“Seguimos apoiando e confirmando a importância do esporte. Temos um celeiro de atletas aqui e o surf é destaque”, disse o prefeito, também enaltecendo o local das disputas. “Estamos no entorno da Estação Ecológica Juréia-Itatins, aqui no Guaraú, um dos lugares mais bonitos do País. Seremos sempre parceiros desse evento e queremos que aconteça todos os anos aqui na Cidade”, anunciou.

O TNT Energy Drink apresenta Pulse Pro Júnior 2018 foi uma realização da Surf Mais e tem os copatrocínios de Flutuar e Papelaria Anchieta. Apoio da Prefeitura Municipal de Peruíbe, com homologação da Abrasp e supervisão da Federação Paulista de Surf.

RESULTADOS

CATEGORIA PRO JÚNIOR

1 Théo Fresia – Búzios/RJ – R$ 4.000,00

2 Pedro Dib – São Sebastião/SP – R$ 2.500,00

3 Kauê Germano – São Sebastião/SP – R$ 1.600,00

4 Giovani Pontes – Guarujá/SP – R$ 1.300,00

5 Kim Matheus – São Vicente/SP – R$ 800,00

5 Léo Guimarães – Peruíbe/SP – R$ 800,00

7 Luan Hanada – Guarujá/SP – R$ 600,00

7 Hedieferson Júnior – SC – R$ 600,00

9 Diego Aguiar – Ubatuba/SP – R$ 400,00

9 Renan Pulga – São Sebastião/SP – R$ 400,00

9 Daniel Adisaka – São Sebastião/SP – R$ 400,00

9 Ayrton Dylan – RJ – R$ 400,00

13 Vicente Ferreira – RJ – R$ 300,00

13 Pedro Bianchini – São Sebastião/SP – R$ 300,00

13 Alax Soares – Guarujá/SP – R$ 300,00

13 Gustavo Matos – Praia Grande/SP – R$ 300,00

 

FEMININA

1 Júlia Duarte – Rio de Janeiro/RJ (São Sebastião/SP) – R$ 400,00

2 Louisie Frumento – Guarujá/SP

3 Melissa Policarpo – Guarujá/SP

4 Kemilly Sampaio – Praia Grande/SP